comportamento featured

Sobre limões, limonadas e julgamentos

domingo, setembro 18, 2016Mari Mendes


Existe sempre alguém pra te lembrar de fazer uma limonada. A vida tá difícil? Você tem problemas complicados demais? Esse é o limão que a vida te deu, faça uma limonada!


Sim, todo mundo tem que lidar com desafios diários, todo mundo tem seus limões, mas uma coisa precisa ser explicada, cara pessoa que me lê: não existe apenas um tipo de limonada.

Muitas vezes quem olha de longe e vê uma pobre pessoa fazendo malabarismos com seus limões possui a facilidade dos arrogantes de comentar sobre como ela é incompetente.  Como não consegue fazer uma limonada suíça maravilhosa, gelada, com leite condensado e servida num copo lindo comprado naquela loja de departamentos no shopping, igual a minha?

Esses julgamentos rolam soltos por aí e é importante a gente perceber que todo mundo já fez isso. E agora eu te pergunto: será que aquela pessoa precisava do seu julgamento, ou seria ele próprio mais um limão atirado na cara?


Muitas vezes, enquanto você encontra seus limões na sua jornada, caídos no chão, escondidos em algum relacionamento, por trás de algum colega no trabalho, de maneira ordenada e racionalmente possível de produzir limonadas, outras pessoas tem que lidar com limões que são atirados em sua direção num ritmo nada agradável, nada possível de lidar com tranquilidade.


E aí às vezes a gente consegue fazer uma limonada beeem forte, com pouco açúcar, servida no copo que a gente comprou na promoção da loja de um real mesmo*. E quer saber?  Se essa é a limonada possível, com as condições que você tem agora, foda-se quem fica julgando. Afinal, melhor uma limonada possível, de acordo com o que você pode fazer de melhor agora, do que desistir de tentar e morrer soterrada debaixo de uma pilha de limões.
Até porque sempre vai ter alguém pra dizer que sua limonada poderia ser melhor. Fácil falar, quero ver exercitar a empatia.


* Desde que sua limonada não cause algum mal, né? Não dá pra justificar limonada machista, racista, lgbtfóbica, fascista, etc. E Fora Temer!

Talvez você goste

0 comentários

Digue...

Formulário de contato